Lifelong Learning

Você já ouviu a expressão Lifelong Learning? Em português este termo se refere a aprendizagem contínua ou educação para toda vida.

“O conceito de educação ao longo da vida é a chave que abre as portas do século XXI; ele elimina a distinção tradicional entre educação formal inicial e educação permanente”, afirma Jacques Delors, no relatório “Educação: um tesouro a descobrir” , da Unesco.

Este termo tem sido muito utilizado no ambiente corporativo, a fim de valorizar o processo de aprendizagem entre os colaboradores.

Este conceito possui quatro pilares: aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a conviver, aprender a ser.

Vamos entender melhor estes pilares:

1º: APRENDER A CONHECER.

Aprender a conhecer indica o interesse, a abertura para o conhecimento, que verdadeiramente liberta da ignorância.

Com a velocidade em que o conhecimento humano se multiplica, muitas vezes deixamos de lado essa necessidade de nos aprimorar, se desinteressando pelo outro, pelo novo.

Aprender a conhecer ultrapassa o domínio de um determinado conteúdo e significa o prazer de compreender, construir e reconstruir o conhecimento.

Esse processo de formação continuada visa estimular o senso crítico e a capacidade dos sujeitos de refletirem e se posicionarem frente aos diferentes contextos.

2º: APRENDER A FAZER

Aprender a fazer mostra a coragem de executar, de correr riscos, de errar mesmo na busca de acertar.

É ir além do conhecimento teórico e entrar no setor prático.

Como as exigências das profissões mudam cada vez mais rápido, não basta estar preparado para desempenhar uma função, é preciso ser capaz de enfrentar as novas situações de emprego. Por isso, mais do que uma qualificação profissional, aprender a fazer implica, de forma mais abrangente, a habilidade de enfrentar desafios e trabalhar em equipe.

3º: APRENDER A CONVIVER

Aprender a conviver traz o desafio da convivência que apresenta o respeito a todos e o exercício de fraternidade como caminho do entendimento.

É preciso então, aprender a compreender o próximo, desenvolver uma percepção, estar pronto para gerenciar crises e participar de projetos comuns.

A educação deve proporcionar o desenvolvimento integral da pessoa, de modo que ela possa agir com cada vez mais autonomia, discernimento e responsabilidade pessoal.

Descobrir que o outro é diferente e saber encarar essas diversidades, faz parte da elevação educacional de cada um. Ir, além disso, e lidar com objetivos comuns no qual todos passaram a fazer parte de uma mesma ação, e poder conduzir este trabalho aceitando as diferenças individuais, é o que melhora a vida social.

4º: APRENDER A SER

Desenvolver o pensamento crítico, autônomo, incitar a criatividade e elevar o  crescimento de conhecimentos, além de ter em mente um sentido ético e estético perante a sociedade. Isto é aprender a ser.

A aprendizagem precisa ser integral, não negligenciando nenhuma das potencialidades de cada indivíduo.

Vocês têm praticado a educação continuada?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: